Você sabe a Importância da marca para o seu negócio?

75,3% dos consumidores concordam que a marca influência nas decisões de compra.

92,6% dos consumidores avaliam fatores visuais na hora de comprar um produto. Quando o assunto é cor, 84,7% afirma que esse é o fator que mais pesa na decisão.

A marca deve transmitir uma mensagem que a faça ser notada de uma forma única, de modo que possa atrair o consumidor e que as pessoas façam uma associação positiva de um determinado produto com uma determinada marca, persuadindo sua escolha e reforçando o valor e a satisfação que esse consumidor terá ao adquiri-lo. A sua marca deve:

. Identificar sua empresa.

. Evidenciar seus diferenciais.

. Confirmar a sua credibilidade.

. Passar a mensagem que você deseje de forma clara.

A gestão de qualquer marca só é possível através da manutenção e planejamento dos pontos de contato com o cliente. Mais do que grandes ações, é nos pequenos gestos e atitudes que a percepção da marca junto ao público e seu valor são construídos.

Empresas de pequeno, médio ou grande porte tanto no segmento B2B quanto B2C, têm pontos de contato com o cliente (Ponto de contato são todas as possíveis formas de comunicação que uma marca ou empresa tem com o seu público), entre eles:

. Atendimento físico (Recepção, vendas, representantes, etc.)

. Via Telefone (SAC, telemarketing, atendimento, etc.)

. E-mail

. Correspondência

. Website, redes sociais, etc

Cada ponto de contato proporciona uma experiência diferente ao consumidor e deve transmitir a mesma mensagem de modo que possa:

. Posicionar sua marca na mente do consumidor

. Conectar a sua empresa aos clientes emocionalmente

. Motivar o comprador

. Estimular a repetição de compra

. Agregar valor à sua oferta

. Tornar o consumidor leal à sua marca

. Seduzir e conquistar

A criação do nome da empresa é uma das tarefas mais importantes na construção da identidade da marca. Veja algumas dicas:

Para ser bem-sucedido, você precisa entender as necessidades e desejos dos seus potenciais clientes.

Como fazer isso?

Você deve começar esse processo ao responder as seguintes perguntas:

. Quais produtos e serviços você oferece? Defina a qualidade desses produtos e serviços.

. Quais são os valores principais desses produtos e serviços? Quais são os valores principais da empresa?

. Qual é a missão da empresa?

. Qual é a especialização da sua empresa?

. Quem é o seu mercado alvo? Quem são os consumidores que se sentem atraídos pelo seu produto ou serviço? Quais problemas os seus produtos e serviços resolvem?

. Qual é o slogan da sua empresa? Qual mensagem o seu slogan passa para os seus clientes e clientes potenciais?

As respostas para essas perguntas irão determinar a personalidade dos seus produtos e serviços.

Reveja as respostas e crie o perfil da sua marca. Seja criativo.

Tenha foco.

Quando falamos em foco e em ser simples e objetivo, nos referimos a um conceito já consolidado em marketing, o chamado “USP – Unique Salling Proposition” ou, em português: “proposição única de vendas”. O nome de sua empresa não pode passar todas as características e benefícios de seu produto ou serviço, foque no diferencial, naquilo que faz as pessoas escolherem sua marca na hora de comprar.

Mas como ter ideias para os nomes, onde buscar?

Para isso, sugerimos usar a técnica brainstorm.

Brainstorm é um termo em inglês que combina as palavras brain (cérebro) com storm (tempestade).

Isso quer dizer que essa técnica permite se conseguir uma grande quantidade de ideias, trabalhando em grupo e, principalmente, evitando-se inibir os participantes com críticas, em uma primeira fase.

As quatro principais regras do brainstorming são:

. Críticas são rejeitadas. A crítica pode inibir a participação das pessoas;

. Criatividade é bem-vinda. Vale qualquer ideia que lhe venha a mente. Uma ideia esdrúxula pode desencadear ideias inovadoras;

. Quantidade é necessária. Quanto mais ideias forem geradas, maior é a chance de se encontrar uma boa ideia;

. Combinação e aperfeiçoamento são necessários.

O brainstorming pode ser feito de duas formas: estruturado ou não estruturado.

Brainstorming estruturado os participantes lançam ideias seguindo uma sequência preestabelecida. Quando chega à sua vez, você lança a sua ideia. A vantagem desta forma é que propicia oportunidade iguais a todos os participantes, gerando maior envolvimento.

No brainstorming não estruturado as ideias são lançadas aleatoriamente, sem uma sequência pré-definida. Isso cria um ambiente mais informal, porém com risco dos mais falantes dominarem a cena.

As etapas do brainstorming são:

. Escreva a questão que será discutida em um flip-chart;

. Dê alguns minutos de silêncio para a geração de ideias;

. Escolha o método: estruturado ou não estruturado (ou os dois);

. Escreva as ideias no flip-chart exatamente como forem enunciadas;

. Estimule os participantes a pegar carona nas ideias dos outros;

. Não discuta, questione, julgue, ou critique as ideias dos outros participantes. E nem permita que outros façam;

. Após o registro das ideias, reveja a lista e classifique o conteúdo, eliminando as repetidas;

. Permita composições, modificações e eliminações;

. Selecione e priorize as ideias.

Conexão das cores com sua marca.

As cores influenciam diretamente em nossas vidas. Algumas incentivam ações, acalmam, outras transmitem segurança, estabilidade, tranquilidade.

Antes de desenvolver sua marca, é necessário fazer um minucioso estudo e descobrir os efeitos das cores para escolher de maneira assertiva e que essas cores transmitam uma mensagem positiva ao seu público.

Segundo a Secretariat of the Seoul International Color Expo 2004, cerca de 92,6% dos consumidores avaliam fatores visuais na hora de comprar um produto. Quando o assunto é cor, 84,7% afirma que esse é o fator que mais pesa na decisão.

Por que registrar a marca do seu negócio?

A marca registrada garante ao proprietário o direito de uso exclusivo em todo o território nacional, que pode ser estendido para mais 137 países, pois o Brasil é membro da Convenção da União de Paris de 1883 (CUP) em seu ramo de atividade econômica.

O registro da marca pode ser feito junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Por meio do site do INPI, o empresário terá acesso ao Guia Básico de Marca. Clique aqui para conhecer o conteúdo.

Registrar a marca na internet.

Não podemos esquecer de registrar o domínio na internet. Usar um domínio personalizado ajuda a melhorar a sua imagem e a passar credibilidade para os visitantes do seu site, será mais fácil para os seus clientes ou visitantes encontrá-lo.

É importante que se dê atenção a todos os elementos que fazem parte da identidade de uma marca e que haja integridade entre todos os elementos que compõem a comunicação de uma empresa. Ter um URL personalizado com nome da sua marca ajuda a evitar uma confusão na mente dos clientes. O visitante está mais seguro e tranquilo, especialmente se estivermos falando de um e-commerce (loja virtual).

 

Fechar Menu